25 de julho de 2021

Por trás dos livros #6

Mais um dia, mais uma entrevista! Esta foi feita à querida Melanie Moreira, autora do blogue “That Girl” (um cantinho fantástico que sugiro que espreitem!).


(fotografia da autoria da Melanie)


Vamos então à entrevista?

1. Para quem não te conhece da blogosfera, quem é a Melanie?

A Melanie é uma sonhadora. É muito fiel a quem merece. Adoro devorar livros, a minha série favorita de momento é Criminal Minds, mas a que me ficou no coração foi Bold Type. 

 

2. No blogue "That Girl" dás muita importância aos livros. Como surgiu essa paixão? Desde sempre que gostas de ler? 

Desde que me lembro de "ser gente" que leio. A minha mãe costuma contar que antes mesmo de saber ler, pegava nos livros (às vezes até mesmo ao contrário) e começava a contar uma história a partir das imagens ahah

Por isso posso dizer que que desde sempre que leio e que adoro ler. É a minha escapatória do mundo real.

 

3. Qual foi a melhor obra que já leste até ao momento? Qual a sua mensagem principal?

O Grande Gatsby, sem dúvida. Porque às vezes ficamos tão obcecados com uma coisa do passado que acaba por ser o nosso final trágico. Fez-me perceber que há coisas que não vale a pena ficarmos tão agarrados ao passado porque só trará coisas más no futuro. Viver o presente e deixar o passado onde ele está.

 

4. Já alguma vez choraste/riste a ler um livro? Se sim, que obras te despertaram tais emoções? 

Ui sim. Chorei imenso a ler "Não falas disso" de Estelle Maskame e "Foi sem querer que te quis" de Raul Minh'alma. Despedaçaram-me o coração, sem dúvida! A rir, ri imenso com "A lua de mel" de Sophie Kinsella.

 

5. Por fim, qual foi o livro que não correspondeu às tuas expetativas? Porquê?

"Os sedutores" de Elizabeth Adler. Adoro essa autora, mas esse livro em específico foi horrível. Comprei o livro não só por ser dela, mas porque supostamente seria um thriller. Foi o livro mais horrível que já li até hoje. Era um livro super confuso e que parecia ter sido escrito por uma pessoa que estava com efeitos de álcool ou drogas 😂😂


Podem acompanhar a Melanie através das suas redes sociais:

Facebook

Instagram

Gostaram da entrevista? Já conheciam a Melanie?

ass 

22 de julho de 2021

Ideia curiosa #20

Hoje é dia de vos “matar a curiosidade” com mais uma ideia! Preparados?

Assim sendo, será que sabiam que… este marcador representa os guardas que foram massacrados por tropas imperiais ao serviço de Carlos V para proteger a fuga de Clemente VII? Aqueles que morreram por honra e lealdade são comemorados todos os anos no dia 6 de Maio com um juramento específico.


Eu não fazia ideia e vocês? 

ass

20 de julho de 2021

De volta do baú #25

Dei mais uma voltinha ao baú e nem sabem o que encontrei… uma obra conhecida e igualmente encantadora: O Gato das Botas!

Este livro é incrível não só para os mais pequenos, como também para os adultos.

Quem já leu e releu esta obra vezes e vezes sem conta?

17 de julho de 2021

Hoje é dia de… #41

Hoje, dia 17 de julho de 2021, é o Dia Mundial do Emoji! Os emojis são os bonecos que nos acompanham sempre. Seja no envio de mensagens ou de emails. Numa determinada publicação ou vídeo.

Eu, sempre que posso, uso e abuso dos emojis!

Acredito que tornam as mensagens “mais suaves” e simpáticas 😍

E vocês, costumam utilizá-los ou nem por isso?

14 de julho de 2021

Se eu fosse… #18

Vamos conhecer mais uma sugestão desta rubrica?

Assim sendo, se eu fosse... uma cor, qual seria? Eu seria cor-de-rosa porque é a minha preferida!

 

E vocês, que cor seriam?

12 de julho de 2021

A Marca da Marta em Viagem #45

No final do mês de maio decidi ir “arejar a cabeça” e conhecer mais um cantinho de Portugal. O destino foi fácil de escolher: Penacova. Uma vila pequenina, mas muito bonita. Tem paisagens incríveis que nos deixam “sem fôlego”. Querem ver?





Conhecem Penacova? Gostaram das fotos?

ass

10 de julho de 2021

A originalidade não tem limites! #41

Escolhi propositadamente o dia de hoje para vos apresentar mais uma originalidade da “Marca da Marta”. Esta vem diretamente de Itália e representa a Piazza Navona.

Esta praça é uma das mais conhecidas de Roma e a sua forma é muito semelhante à dos antigos estádios de Roma Antiga. Para além de bonita, é diferente e, por isso, torna-se um ponto de paragem obrigatória, principalmente, para turistas.


Quem já conhece Roma? E esta Praça?

ass 

8 de julho de 2021

Andei de buggy… como correu?

Foi no passado mês de junho, aproveitando um feriado, que decidi ir andar de buggy em Oliveira do Hospital. Já há algum tempo que tinha essa vontade, tendo em conta que sempre tinha “ouvido maravilhas” de quem já o fez. Mas afinal como correu?

Foi espetacular. Gostei muito. É uma adrenalina gigante. Ao início, o medo aparece, mas, rapidamente, desaparece. É um transporte muito seguro (não se sente os buracos da estrada, nem os pavimentos irregulares!). Além disso, os guias são muito simpáticos e dão-nos todas as indicações para nos “sentirmos em casa” e conseguirmos desfrutar da viagem ao máximo (que dura 1h/1h30). Foi o que aconteceu.

Posto isto e, para quem gosta de aventuras, aconselho a experimentarem! Tenho a certeza que vão adorar! Para já, deixo-vos com algumas fotografias para apreciarem este incrível momento:

 








Já alguma vez experimentaram andar de buggy? Têm vontade de o fazer?

ass 

6 de julho de 2021

A Marta quer saber… #17

Estamos em julho e “apeteceu-me” fazer mais um quizz na rubrica “A Marta quer saber…” mas, antes disso, deixo-vos com a solução de fevereiro, assinalada a cor-de-rosa:

 

A que lugar pertence o marcador apresentado em cima?

 

a) Madrid;

b) Salamanca;

c) Granada;

d) Barcelona.

 

A resposta correta era Salamanca, mas qual será a deste mês?

 

A que lugar pertence o marcador apresentado em cima?

a) Irlanda;

b) Itália;

c) Luxemburgo;

d) Noruega

(a solução sairá em breve, juntamente com outro “quizz”)

 

Qual é o vosso palpite? Alínea a), alínea b), alínea c) ou alínea d)?

ass 

4 de julho de 2021

Ideia gulosa #14

Hoje apetece-me um doce (como quase todos os dias!). Este é bem calórico, mas também muito saboroso! É fácil de fazer e bastante rápido. São as chamadas “rosas”. Levam massa folhada e maçã (que faz a estrutura), doce de alperce (no interior) e açúcar em pó por cima. Vão ao forno e voilá! Temos sobremesa!

Gostaram da sugestão?

ass

2 de julho de 2021

Adivinha mensal #49

Hoje é dia de conhecer a ADIVINHA MENSAL, mas antes disso recordo a adivinha do mês passado e a sua solução:

 

Qual será a adivinha de hoje?

 

 

“Qual é o sítio qual é ele que fica na capital de Portugal

Onde está situado a TVI

E tem duas palavras, a primeira começa com Q e a segunda com B

Que sítio é?

 

Solução: Queluz de Baixo

 

 

Qual será a adivinha de hoje?

 

“Qual é o sítio qual é ele que fica no Mónaco

Que é conhecido pelo Circo

E tem duas palavras, a primeira começa com M e a segunda com C

Que sítio é?

 

(a solução sairá sempre no mês seguinte em conjunto com outra adivinha)

  

 

Qual é o vosso palpite?

 

 

 

28 de junho de 2021

E o marcador do mês é… #50

O mês de junho está mesmo no fim! Assim, é altura de vos apresentar o MARCADOR DO MÊS! Vamos a isso?

Assim sendo o marcador eleito pertence ao Porto e é este:

O que acharam da escolha?

ass 

26 de junho de 2021

O (MEU) MÊS #27

Escolhi o dia de hoje para resumir o mês de junho! Vamos conhecê-lo?

 

DESPORTO: O ginásio e o yoga continuaram bem presentes!

 

FORMAÇÕES: Neste mês aproveitei para investir na minha formação e explorar mais algumas áreas do meu interesse.

 

LITERATURA: Li a obra “Também há finais felizes” da Fernanda Serrano e, apesar de forte, gostei imenso!

 

SÉTIMA ARTE: Continuei a ver a minha série “New Amesterdam”. É bastante interessante, mas o tempo que tenho disponível para a ver é pouquíssimo. Espero terminá-la no próximo mês!

 

OUTROS: Andei de buggy e adorei! No próximo mês contarei todos os pormenores.

 

O que acharam do meu mês?

24 de junho de 2021

Por trás dos livros #5

Mais um dia, mais uma entrevista para apresentar na “Marca da Marta”! A de hoje foi feita à querida Helena Raquel, autora do blogue “Dreams of a Princess” (quem não conhece, espreite, que vale bem a pena. Aborda uma diversidade de temas, ajustados a todos os gostos!).

Bem e sem mais demoras vamos avançar com a entrevista?


1. Para quem não te conhece do mundo dos blogues, quem é a Helena? Como te descreves em poucas palavras?

A Helena é uma jovem com 28 anos, apaixonada pela vida.

Tímida, divertida, chata (às vezes), carente…

Sou casada e tenho dois filhotes de 4 patas que são os meninos dos meus olhos. Levo uma parte da minha vida a descobrir novos locais pelo nosso belo país e gosto.

Sou criadora de conteúdo e tudo o que faço é com o máximo de amor e dedicação, como em tudo na minha vida. Adoro a natureza e os animais. Sou uma pessoa muito sentimental e sou aquela pessoa que se vê um animal a morrer em um filme, fica num pranto de lágrimas.
 

2. No blogue "Dreams of a Princess" abordas não só temas de "princesas", como também literatura. Sempre gostaste de ler ou é uma paixão recente?

Nem por isso, lia na escola porque tinha que ser, mas começar a ler mesmo tem poucos anos.

3. Já leste algumas obras relacionadas com Auschtwitz. Qual foi a que mais te marcou e porquê?

Sim, três obras: A rapariga de Auschwitz, O tatuador de Auschwitz e a Bailarina de Auschwitz.
Atualmente estou a ler O farmacêutico de Auschwitz.
Apesar de todo o mal que foi a 2ª guerra mundial, fico curiosa por ler estes testemunhos, de pessoas que viveram a guerra, que fizeram parte dela e que sobreviveram e passaram para papel os meses de verdadeiro terror que foi o Holocausto.
O que mais me marcou foi o livro do “tatuador”, pelo seu “importante” papel nesta guerra. Este era um dos homens que marcava todos os judeus que chegavam “ali” e no meio de centenas de pessoas, ele encontrou o seu amor...parece algo tirado de um filme, mas é uma história real.

4. Tens por hábito ler mais autores portugueses ou estrangeiros? Qual a razão da tua escolha?

Sinceramente não ligo aos autores, eu quando leio um livro é pela história e muitas vezes nem vejo quem é o autor…

5. Qual o melhor livro que leste até ao momento?

O braço esquerdo de Deus, sem dúvida alguma. Esta é uma trilogia e dos três o 1º foi o que mais me cativou tornando-se até ao momento o melhor livro que já li.

6. E qual foi aquele com que menos te identificaste ou, por outras palavras, não gostaste nada?

“Alice do lado errado do Espelho” do autor Pedro Rodrigues.
Este era um livro que queria muito ler pois pela sinopse tinha tudo para ser um livro muito bom, mas a minha desilusão começou logo quando me chegou às mãos um livro pequeno e com poucas folhas.
São abordados alguns contos da nossa infância, como a Branca de Neve, Alice no país das maravilhas, Capuchinho Vermelho entre outras histórias, o problema aqui está e esta é a minha opinião: o autor escreveu este livro no ano passado em plena pandemia e quis ligar o covid às histórias…até aqui ok, o problema foi: a história começa e termina e uma pessoa fica tipo: “o quê?!” Não gostei de todo…tinha tanto que podia explorar. Gostava que o autor investisse mais neste livro e explorasse mais cada história.

Agradeço, uma vez mais, a participação da Helena nesta rubrica. Espero que tenham gostado!

Deixo-vos com as redes sociais dela para seguirem o seu incrível trabalho:

21 de junho de 2021

Comemora-se hoje… #31

Em 2018, “ganhei coragem” e decidi inscrever-me nas aulas de yoga. Na altura, não sabia muito bem ao que ia. Sabia apenas que se ganhava alguma flexibilidade ao longo do tempo e que existam posições complexas. 

Desta forma, decidi arriscar e, confesso, sou muito mais feliz desde que encontrei “a minha” modalidade. Para além de me ajudar no relaxamento, auxilia-me também na concentração e flexibilidade. Consigo “descarregar” e afastar as más energias. Consigo “abrir horizontes” e concentrar-me no que realmente importa. Dou mais valor aos pequenos detalhes e tornei-me uma pessoa melhor.

Hoje, sendo Dia Internacional do Yoga, não fazia sentido não vos falar da importância que ele tem na minha vida. Acredito que as coisas não acontecem por acaso. E que o yoga não foi um acaso nesta jornada que é a vida. Muito pelo contrário.

ass 

18 de junho de 2021

Hoje é dia de… #40

Segundo o calendário, hoje, dia 18 de junho, é o Dia Internacional do Piquenique e eu sou tão feliz a “piquenicar”. Principalmente com a minha família.

Quando puder, isto é, assim que a pandemia o permitir, espero voltar a fazê-lo. Para além da alegria e cumplicidade que existe entre todos, as gargalhas e a diversão estão sempre garantidas, por isso, o dia passa num ápice.

Para já posso “abrir-vos o apetite” e deixar-vos com uma das últimas fotografias que tirei num piquenique que fiz em família. Que saudades!

 


Também são fãs de piquenique ou nem por isso?

ass

15 de junho de 2021

Mais marcadores! #73

Mais um dia, mais dois marcadores da Marca da Marta! Estes vieram diretamente da República Checa, mais propriamente, de Praga, e são bastante semelhantes. São bonitos e apresentam os principais pontos a visitar nesta cidade (que saudades de viajar!).

Dos dois exemplares, opto pelo primeiro, por ser mais colorido.



E vocês, têm preferência?

Qual dos dois acham mais giro?

ass

13 de junho de 2021

Comemora-se hoje… #30

Hoje, dia 13 de junho, é Dia de Santo António! Numa situação normal, não pandémica, seria dia de ir para as ruas de Lisboa comemorar, com amigos e família, as Festas Populares que todos os anos chamam até si milhares e milhares de pessoas.

Não sendo possível, deixo-vos com algumas fotografias que por lá tirei ainda não se falava em COVID. Espero que gostem!





Gostaram destas fotos? Costumavam/costumam festejar os Santos Populares?

ass 

11 de junho de 2021

Marca de Portugal #50

Há muito tempo que esta rubrica estava “escondida na gaveta”. Hoje, decidi abri-la e apresentar-vos mais uma Marca nacional. Esta mostra algumas das paisagens mais bonitas da cidade do Porto.

Se tivesse que escolher uma das quatro imagens deste exemplar, escolheria a primeira porque a considero mais bonita. E vocês, qual escolheriam?


ass

9 de junho de 2021

A originalidade não tem limites! #40

“As originalidades” que hoje tenho o gosto de vos mostrar são “giras que se fartam”. Além disso, são bastante conhecidas! Representam dois grandes nomes da literatura portuguesa e são reconhecidos internacionalmente: Fernando Pessoa e José Saramago em forma de caricatura. Confesso que, por estarem tão parecidas com o original, merecem um destaque especial neste blogue, não concordam?

O que acharam destas caricaturas? Qual das duas gostam mais?

ass 

7 de junho de 2021

Histórias Marcantes #43

As obras que hoje vos trago são diferentes, mas têm um ponto em comum: são bastantes interessantes!

A primeira intitula-se “O avô tem uma borracha na cabeça” e conta a história, real, de um avô que perdeu a memória devido à doença de Alzheimer. Desta forma, o seu neto tem uma missão: ir recordando, ao longo do tempo, momentos relevantes e marcantes que decorreram ao longo da sua vida.

O segundo livro designa-se “A vida escondida por entre os livros” e é especialmente dedicada aos “amantes” de literatura. Neste caso, a personagem principal, Loveday Cardew, refugia-se nas obras que vai encontrando numa livraria para revelar os seus mais íntimos segredos. Conseguirá ela escondê-los durante muito tempo?

Duas histórias incríveis que aconselho mesmo a ler! Experimentem dar uma “espreitadela” em cada uma delas. Certamente que vão adorar!

Já conheciam alguma destas obras?

ass

5 de junho de 2021

Adivinha mensal #48

Hoje é dia de conhecer a ADIVINHA MENSAL, mas antes disso recordo a adivinha do mês passado e a sua solução:

 

Qual será a adivinha de hoje?

 

“Qual é o sítio qual é ele que fica na capital de Portugal

Onde é realizado o NOS ALIVE

E a primeira letra começa com A

Que sítio é?

 

Solução: Algés

 

 

Qual será a adivinha de hoje?

 

“Qual é o sítio qual é ele que fica na capital de Portugal

Onde está situado a TVI

E tem duas palavras, a primeira começa com Q e a segunda com B

Que sítio é?

 

(a solução sairá sempre no mês seguinte em conjunto com outra adivinha)

  

 

Qual é o vosso palpite?

31 de maio de 2021

O (meu) irmão

Hoje, dia 31 de maio, comemora-se o Dia dos Irmãos. E o meu é um grande homem. Para além de ser uma pessoa incrível, tem um grande sentido de humor. É leal e muito trabalhador. Gosta muito de dormir e de ver o Benfica (a ganhar, de preferência!). Tem uma memória de elefante e, por isso, nunca se esquece do que realmente importa. E eu nunca me esqueço dele. Por isso, David, desejo-te um feliz dia! Que sejamos sempre companheiros e que continuemos a partilhar momentos inesquecíveis!

30 de maio de 2021

Marta e… a (pouca) memória de elefante

Não sei se vocês também são assim, mas eu tenho uma memória muito fraca. São poucos os acontecimentos que me consigo lembrar na totalidade. Se me perguntam se me recordo de alguma coisa que aconteceu no passado, geralmente, não me lembro. No entanto, se olhar para as fotografias que por lá tirei, já me consigo lembrar de alguma coisa. Sempre fui assim. Esquecida. E, confesso que, apesar de não gostar muito de ter esta caraterística, já me habituei. E felizmente os outros, que me conhecem verdadeiramente, também.

 

Vocês têm memória de elefante ou são como eu, esquecidos?

29 de maio de 2021

Por trás dos livros #4

Estamos num mês especial, por isso, esta rubrica também é bastante especial! Desta vez, não entrevisto, mas sou entrevistada. E por quem? Por uma das pessoas que mais me inspira. Não só na literatura como na vida: a minha mãe.

Assim sendo, destaco as questões e as respetivas respostas às mesmas:

1.Lembro-me que quando eras criança se te ofereciam um livro não apreciavas mesmo nada. O que te fez mudar?

Creio que foi na adolescência que se deu o “clique”. Antes dessa altura, nunca tinha lido uma boa obra, por isso, achava que eram “todas iguais”, ou seja, uma grande seca! Estava enganada. Comecei por ler obras de escritores portugueses e gostei porque me identificava com aquilo que lia. Porque achava que fazia sentido. E acho que foi a partir daí que a literatura começou a fazer parte da minha vida e ainda bem!

2.Recordas o título do livro que marcou a tua viragem relativamente à leitura?

Não, não me recordo. Sou tão esquecida que não tenho ideia de qual terá sido a obra em causa!

3.Qual o género literário que preferes? E porquê?

Adoro romances e biografias. Os primeiros porque eu sou uma romântica por natureza e “transbordo” de felicidade quando as personagens se apaixonam. No entanto, gosto de romances pouco óbvios. Não gosto daqueles que desde que lemos a primeira página já sabemos como termina. As segundas porque são verídicas e gosto de conhecer as histórias reais de cada pessoa.  

4.Porque gostas de ler? O que sentes quando lês um livro que consideras bom?

“Ler é viajar sem sair do lugar”. E, com o confinamento, foi muito bom poder “viajar”! Gosto de ler porque vivo, na primeira pessoa, as histórias e as experiências de cada pessoa/personagem. Gosto de aprender com aquilo que leio e, quando tenho a “sorte” de ler um bom livro consigo fazer isso mesmo. Por isso, só posso ficar bastante contente!

5.Alguma vez te aconteceu desejar que o livro que estás a ler não acabe? Recordas algum desses momentos?

Sim já me aconteceu algumas vezes. A mais recente foi com a obra de Isabel Allende “Mulheres da minha alma”. É uma espécie de biografia que conta as histórias mais pertinentes da vida desta escritora. É tão interessante que se lê num ápice. Gostava que não tivesse acabado.


28 de maio de 2021

Marta e… a memória de infância

Uma das memórias mais bonitas que tenho de infância é da comida (boa) que a minha avó fazia diariamente. Assim que chegava da escola e entrava em casa para almoçar, os meus olhos brilhavam e o meu sorriso teimava em não desaparecer: a minha avó tinha feito a minha comida preferida: ovo mexido com costeletas de borrego, batata frita e alguma (pouca!) salada. A sopa existia, mas geralmente, ficava tão cheia com o segundo prato que já não conseguia ir ao primeiro (era esperta!).

Recordo-me que o cheirinho se alastrava a toda a casa. E que maravilhoso que era. Lembro-me também que, ao fim de semana, havia sempre algum doce ao almoço. Pudim, farófias, gelatina ou bolo de bolacha. Eram as opções mais habituais. Para mim, qualquer um era bem-vindo. No que respeita às sobremesas, era (sou!) pouco esquisita.

Lembro-me ainda que a minha avó se orientava por um livro de receitas “O Mestre Cozinheiro” sempre que queria inovar na cozinha. Essa obra está na minha estante e já foi usada algumas vezes. No entanto, confesso que, apesar de seguir a receita à letra, a comida da avó tinha outro sabor e esse é inimitável.

Quais são as vossas principais memórias de infância?

ass

27 de maio de 2021

Ideia gulosa #13

Como podem ler pelo título desta publicação, a ideia doce que vos trago hoje está carregadinha de açúcar. No entanto, de vez em quando, não faz mal à saúde. Assim, decidi “presentear-vos” com um lanche que lembra o Verão e os dias de calor: crepe com bola de gelado.

A ter opção de escolha, opto sempre por um crepe simples (sem açúcar ou canela!) e uma bola de gelado stracciatella. Os bocadinhos de chocolate fazem a diferença e são tão bons. Se não vejam a imagem abaixo e digam se tenho ou não razão:

Também são apreciadores de crepes? Com ou sem bola de gelado?

ass